Prouni

Todos os anos, no início de cada semestre letivo, o Programa Universidade para Todos (Prouni), oferta bolsas de estudo para brasileiros que querem começar uma graduação, mas não têm condições de pagar as mensalidades de uma universidade particular.

O programa faz parte dos projetos do governo federal que visam democratizar as vias de acesso ao ensino superior, junto com o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Criado em 2004 pelo Ministério da Educação (MEC), desde então, milhares de estudantes são contemplados com o benefício que oferta bolsas parciais, correspondente a 50% do valor do curso de escolha, ou integrais, onde o bolsista cursa toda a faculdade livre de mensalidades.

formatura de bolsista do Prouni.
Prouni oferece bolsas de estudo integrais e parciais para graduação.

Se você deseja conquistar uma bolsa Prouni para iniciar a vida universitária está no lugar certo. Reunimos neste artigo as principais informações que você precisa para saber se está apto a participar do processo de seleção e se lançar nessa grande oportunidade que é a vivência acadêmica com auxílio estudantil.

Afinal, como funciona o Prouni?

O Prouni é uma ferramenta de inclusão educacional que funciona disponibilizando bolsas de estudo apenas para modalidade de graduação em diversas instituições de ensino superior privadas do País. Entre os critérios de seleção está o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) com pontuações mínimas de 450 pontos e maior que zero na redação.

Quando as inscrições são abertas a nota de corte do Enem é o aspecto mais importante a ser avaliado, pois funciona como uma espécie de ‘termômetro’ onde é possível saber se com a nota obtida no exame ficará mais próximo ou distante da vaga de escolha, que nesse caso, podem ser até duas opções no momento da inscrição. Vale ressaltar que a nota de corte do Enem funciona apenas como um parâmetro.

Ao ser aprovado, o candidato precisa comprovar as informações junto à instituição que foi selecionado. Com a contemplação da bolsa, o estudante beneficiário faz uso da mesma até terminar a graduação, apenas precisando atualizá-la semestralmente.

Quem pode participar do Prouni?

O MEC estabeleceu algumas regras que, como você irá ver abaixo, vai além da participação no Enem, traça um perfil socioeconômico como condição para solicitar a bolsa:

Ensino médio em escola pública

Entre as diretrizes presentes no edital está a exigência do participante ao Prouni ter estudado o ensino médio integralmente em escola da rede pública de ensino, porém, também estão habilitados a concorrer aqueles que cursaram essa etapa de formação como bolsista 100% de uma escola particular.

Renda do grupo familiar

A renda per capita do grupo familiar do estudante não pode ser maior que um salário mínimo e meio para candidatura as bolsas integrais e nem maior que três salários mínimos por pessoa para as bolsas parciais (50%).

Professor de escola pública

Professores de escola da rede pública também podem pleitear o auxílio Prouni, nesse caso somente para cursos de licenciatura, normal superior e Pedagogia. Para esse público não é necessário comprovação de renda, mas é preciso estar no exercício do magistério, integrando o quadro permanente da escola.

Pessoas com deficiência

Pessoas com deficiência também podem conseguir uma bolsa, no entanto, caso consiga o benefício, ao realizar a matrícula na instituição de ensino será necessário apresentar documentos que comprovem a condição, assim como os socioeconômicos e demais comprovantes pessoais.

Como se inscrever no processo seletivo do Prouni?

As inscrições acontecem duas vezes ao ano e conta com duas chamadas regulares, lista de espera e vagas remanescentes, caso haja a sobra de vagas durante o período de seleção. Geralmente o MEC estabelece um prazo de quatro dias para os interessados fazer o registro no site. Preparamos um passo a passo, confira:

  • Acesse o site do Prouni;
  • Insira o seu CPF, número de inscrição e senha do último Enem;
  • Confirme ou altere, caso necessário, os dados que irá aparecer relacionado ao Enem;
  • Responsa ao questionário de inscrição, composto por dados pessoais e do grupo familiar;
  • Escolha até duas opções de curso, filtrando pelo município, curso ou instituição.

Condições para manter a bolsa

Depois de driblar a alta concorrência e ter acesso a uma bolsa do Prouni é preciso ficar atento a algumas normas que estão no Manual do Bolsista do Prouni, para que o auxílio passe ser mantido até o final do curso. Uma delas é em relação ao aproveitamento acadêmico.

De acordo com o documento, o bolsista integral ou parcial do programa deve obter aprovação mínima de 75% nas disciplinas cursadas em cada período letivo.

Caso esse percentual não seja atingido, o bolsista poderá justificar o seu rendimento insuficiente na coordenação Prouni, que junto com o professor responsável pela disciplina, poderá analisar e, se for o caso, manter a continuidade da bolsa por no máximo duas vezes.

Sendo assim, é de extrema importância a dedicação aos estudos para não correr o risco de perder o benefício.

bolsa Prouni é alternativa para cursar uma graduação.
Critérios para conseguir o benefício inclui Enem e renda familiar.

Renovação semestral

Assim como o Fies, no Prouni também se faz necessário realizar a renovação semestral para dar continuidade ao benefício. Nesse caso, o beneficiário deve comparecer à coordenação do Prouni da instituição de ensino para assinar o Termo de Renovação.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *